Curiosidades

Página

Verrugas olhe com atenção

São afecções benignas da pele ou mucosas, causadas pelo HPV (sigla em inglês de papiloma vírus humano), um grupo de diferentes tipos de vírus que provoca o crescimento anormal de células da epiderme. São transmissíveis por contato e mais comuns em áreas de trauma. Grande parte desaparece sem necessidade de medicação. Caso persistam, o tratamento será indicado por médico especializado, pois alguns tipos de câncer e pele podem ter aparência similar a das verrugas.

Artrite na coluna: saiba o que é

Chamada clinicamente de espondiloartrite, trata-se de um conjunto de doenças inflamatórias da coluna que envolve ligamentos e tendões. É importante o diagnóstico precoce, pois pode ser confundida com uma dor nas costas de origem mecânica. Os sintomas são dor e rigidez. Afeta, além da região lombossacra, os membros superiores, inferiores, o tendão de Aquiles, calcanhar e eventualmente outros órgãos. Exige tratamento médico especializado. Outras doenças de origem reumática que atingem a coluna são: espondilite anquilosante, artrite reativa e artrite psoriásica.

Mudança climática e sono

Segundo estudo da Universidade de Harvard, quem não está conseguindo as horas ideais de sono, deve considerar entre as causas, a mudança climática. Devido a ela, no verão por exemplo,  pegar no sono pode demorar três vezes mais. Isso acaba afetando nosso dia de trabalho, a atenção e a tomada de decisões, além de nos deixar sonolentos nos períodos em que deveríamos estar despertos. Nunca é demais lembrar que um adulto saudável precisa dormir seis a oito horas por noite. A informação foi publicada no jornal científico Science Advances.

Mulheres também roncam

De acordo com um novo estudo, publicado no Journal of Clinical Sleep Medicine, as mulheres  roncam bastante, mas não costumam admitir-- o que é prejudicial, pois nem sempre o ronco é inofensivo.  Foram analisados duas mil pessoas, homens e mulheres, com idade média de 49 anos, e 28% delas disseram não ter esse problema. Mas a metade roncava muito, e alto emitindo sons com cerca de 50 decibéis. O ronco ocasional é normal, mas quando frequente e forte, pode ser sinal de apneia e necessita ser tratado, podendo aumentar o risco de AVC e parada cardíaca.

Página

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS: